Category Archives: crise ecológica global

Quando o animalismo se une ao ecocídio

Umha das caras da crise ecológica global é a acelerada perda de biodiversidade.  Esta sexta grande extinçom —a primeira causada por umha espécie, nós— tem entre as suas causas a introduçom de espécies invasoras. Em Galiza temos umhas quantas, entre elas o visom americano. E como é que chegou o visom americano à Galiza? Pois da mão da indústria peleteira, que se instalou neste país a finais da década de 1950 fazendo del o maior produtor do Reino de Espanha.

(more…)

Culpa ou responsabilidade?

Primeiro foi Hawking e a sua soluçom marciana, agora é Lovelock quem recebe da USC o Prémio Fonseca à Divulgaçom Científica e teima noutra soluçom ilusória. Dous grandes divulgadores, ninguém o nega, mas tamém, visto o visto, dous grandes defensores do industrialismo por riba de todo.

(more…)

Hawking BRB Nero

O mui respeitável cientista Stephen Hawking estivo por Galiza. Fico cumha sua declaraçom na que defende a colonizaçom doutros planetas ou “luas” já que “será mui difícil evitar um desastre no planeta Terra nos vindeiros 100 anos”. Exercício de tecnoentusiasmo ou promoçom da última série de Álex de la Iglesia?

Sentindo-lho muito, nom coido que a Terra deva ser tratada como um planeta de usar e tirar nem creio que a soluçom a esta desfeita passe pola fé nos avanços da ciência… Som dessa gente que nom quer viajar a Marte.

Alimentos?

Abril está a ser o mês dos alimentos, da sua produçom, do aceso a eles, da sua qualidade, do seu controlo… Em Galiza, 7 de Abril apresentava-se a Plataforma Galega Antitransxénicos; quatro dias despois era a Iniciativa pola Soberanía Alimentar dos Pobos a que via a luz; as quatro Sextas do mês celebram-se em Ferrol umhas jornadas sobre agrocombustíveis… E isto nom é mui diferente do que ocorre no resto do mundo.

(more…)

Traei madeira!

Via-se vir, frente à crise na construçom… mais obra pública, e nom para, por exemplo, construír umha boa rede de caminhos de ferro, senom para alimentar a mobilidade insustentável e elitista. Os nossos governos insistem em mais do mesmo e, em lugar de se centrar na melhora dos serviços sociais como vem recomendando desde hai bem tempo, por exemplo, Vicenç Navarro, apostam por emular aos irmaos Marx no Oeste.

(more…)